(21) 98052-2948

NO AR

Rádio ItCidade

www.radioitcidade.com.br

Brasil

Mídia se cala sobre menino morto pela mãe e a parceira

Publicada em 11/06/19 as 22:09h por Pleno.News - 11/06/2019 11h32 - 2 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

O jornalista Alexandre Garcia se manifestou sobre o caso do menino Rhuan  (Foto: Pleno.News - reprodução)

Personalidades ligadas à política e à mídia, como o deputado Eduardo Bolsonaro e o jornalista Alexandre Garcia, denunciaram o silêncio da grande imprensa sobre o brutal assassinato do menino Rhuan Maycon, de 9 anos. Rhuan foi morto a facadas, degolado e esquartejado pela própria mãe e sua companheira, em Brasília, no dia 31 de maio. Após uma tentativa frustrada de queimar o corpo do menino em uma churrasqueira, elas decidiram colocá-lo em uma mala que foi jogada em uma vala. Um ano antes disso, Rhuan teve o pênis amputado pelo casal numa cruel tentativa de “mudança de sexo” do garoto.

Apesar da crueldade do crime, o caso não ganhou a repercussão esperada. Alguns famosos atribuíram o “boicote” ao fato de as autoras do crime serem homossexuais e estarem, supostamente, sendo protegidas pelos defensores da ideologia de gênero.

– A mãe do Rhuan e sua companheira acabaram fazendo uma cirurgia caseira de mudança de sexo, isso nas palavras dela. Ele foi bizarramente assassinado, esquartejado, mas esse crime parece que não está ecoando tanto na imprensa. Se você puxar um pouquinho, se raciocinar um pouquinho, você vai conseguir conectar esse caso à ideologia de gênero. Ou você não consegue conectar essa amputação de pênis com nenhum projeto da deputada Erika Kokay [PT] e Jean Willys [Psol]? – questionou Eduardo Bolsonaro em um vídeo no Twitter.

O ator Carlos Vereza foi além e atribuiu a culpa do crime à ideologia de gênero, encabeçada pela filósofa norte-americana Judith Butler.

– A sórdida ideologia prega que a criança não é menino ou menina, que tal “fato” seria devido a uma “construção cultural”! Foi o que fizeram com Rhuan. Tentaram transformá-lo numa menina, ainda que para tal ignomínia o mutilassem. […] Quem assassinou o menino Rhuan foi a ideologia de gênero, uma das teses defendidas pela esquerda brasileira – escreveu o ator em seu perfil no Facebook.

Para o jornalista Alexandre Garcia, a imprensa uniu-se em um grande “boicote” ao assassinato de Rhuan.

– Não se fala mais do maior crime que eu já vi, que foi o assassinato do menino Rhuan! Por muito tempo falou-se dos Nardoni e todos os outros casos. Mas agora, não sei porque, houve um boicote a esse fato – ponderou o jornalista.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário
 
Enquete
O que você mais gosta de ouvir na Rádio?

 Música
 Notícia
 Debate
 Utilidade Pública







.

LIGUE E PARTICIPE

21 98052-2948

Visitas: 288
Usuários Online: 4
Copyright (c) 2019 - Rádio ItCidade